VocêGestor - A maneira mais simples de gerenciar sua telefonia

Será que agora TIM compra a Oi?

VocêGestor > Blog > Sem categoria > Será que agora TIM compra a Oi?
tim compra a oi

Conjecturas e especulações de que a TIM compraria a Oi ou que poderiam se fundir não é de hoje! Há quase uma década isto é ventilado. Mas será que agora a TIM compra a Oi?

“Vale, vale tudo
Vale, vale tudo
Vale o que vier
Vale o que quiser”

Algumas fontes revelam que, embora pretensioso, esta fusão do mundo de nárnia criaria quase R$ 60 bilhões de valor para os acionistas de ambas empresas, tornando-as tão ou mais competitiva que a Claro e Telefônica VIVO.

No caso de uma fusão, a realidade é bem outra para Oi, pois está super descapitalizada, haja visto ter torrado R$ 2 bi de seu caixa no 2º Tri 2019.

Se considerássemos as teorias conspiratórias e boatos, o momento da TIM arrematar a Oi é agora, pois a Oi sangrou para então ser comprada na bacia das almas.

Números da Oi na Bovespa

Após a divulgação (14 agosto de 2019) do prejuízo da companhia em R$ 1,56 bi, as ações da OI (OIBR3 e OIBR4) continuaram a “derreter” na Bovespa. Veja o gráfico da preferencial OIBR4.

Para se ter uma ídeia quando a Oi fundiu com a BR Telecom o papel OIBR4 custava quase R$ 80,00 contra R$ 1,12 atuais.

oibr4
OIBR4

Maior Acionista Oi

Diante deste cenário, a Golden Tree Asset Management – maior acionista com 15% de participação – pediu a cabeça do CEO da OI.

Para a Golden Tree o CEO Eurico Teles é um “advogado talentoso” e somente um CEO experiente poderia executar o plano estratégico e levantar a Oi.

A Golden Tree Asset tem seus motivos, pois ela investiu muito na companhia logo após a reestruturação da dívida da empresa em dezembro de 2017.

Agora TIM compra a Oi?

Passado recente

A Oi não tem feito muita coisa além de lidar com dividas antigas e as feridas da recuperação judicial.

Em 2015 fez o que todo investidor rentista gostaria de ter feito para garantir resultados imediatos e ganhar fôlego:

  • Realizou um baita downsizing demitindo 1070 funcionários,
  • Cortou 20% de suas despesas.
  • Adotou a prática de se desfazer de seus ativos imobilizados não essenciais.

O corte foi tanto que houve recusas de ativações de linhas nos planos corporativos.

O resultado das decisões rentistas que não conhecem nada de telecom estão ai, 4 anos depois.

Numa tentativa desesperada de manter-se no mercado corporativo, a Oi 2018 criou o Plano Oi Empresas Mais Ilimitado. Funciona bem. Faz frente sim contra o Claro Total, Tim Black e Vivo Smart. Mas ficou nisso!

Passado não tão recente

A Oi nasceu da desestatização da Telebrás em 1998. Afirmo que foi desestatização ao contrário de privatização! Pois a operação que antes era do governo, somente mudou para mão de operadores.

O lote pela aquisição da Tele Norte Leste SA foi arrematado pelo Grupo Andrade Gutierrez – AG Telecom – por R$ 3,43bi.

Quase uma década depois, a OI fundiu-se com a Brasil Telecom formando uma SuperTele capaz de concorrer com a TELMEX e TELEFÕNICA. Bem, pelo menos era este o objetivo do governo Lula com sua política de formação de campeãs nacionais.

Em 2013, tragicamente a Oi foi entregue para a Portugal Telecom. Os gajos já nos tiraram ouro na “Derrama” no Brasil Colônia. Não fariam diferente séculos depois.

Desde a sua formação, esta SuperTele tem passado por episódios polêmicos, multas, perdões de dívidas bilionárias e atualmente a recuperação judicial.

Quer saber mais sobre este “mecanismo” envolvendo a Oi? Parece ficção, mas é realidade!

O Governo Federal não vai intervir

Segundo a Folha, o ministro da Ciência e Tecnologia Marcos Pontes, em audiência com o Presidente Jair Bolsonaro afirma ser contra a intervenção federal na Oi, para não atrapalhar investimentos estrangeiros de outras Teles no Brasil.

O que resta para a Oi

Acredito que a Oi para virar o jogo deveria exatamente virar sua “pirâmide social” e deixá-la nas mãos de parceiros e pessoas com telecom na veia, ao invés de ficar-se envolvendo com rentistas, acionistas e governantes com tem sido

Que ela pudesse envolver mais os parceiros de vendas no negócios e no conselho. Seria interessante dar voz a quem pega este boi pelo chifre diariamente e não deixa esse imenso caos pior.

Será que agora TIM compra a Oi?

Nunca foi bom para o consumidor o oligopólio.

Se a Oi fosse uma extensão da TIM, o que o mercado corporativa ganharia? Talvez mais do mesmo plano TIM Black e só.

Seria uma boa!….novamente para os acionistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *